Plural Gastronomia

ative novas possibilidades de percepção

Abacate sem leite e açúcar março 3, 2009

Filed under: cozinha,gastronomia,Uncategorized — Plural Gastronomia @ 2:05 am

 

Ceviche por Washington SilveraPor que no Brasil só consumimos o abacate batido com leite e açúcar ?

Rico em gorduras monoinsaturadas e fibras esta fruta ajuda a controlar o colesterol, além de melhorar o sistema circulatório e a pele. Suas propriedades não param por aí,  é rico em ácido fólico, que ajuda a prevenir defeitos congênitos e potássio, elemento que alivia a fadiga, depressão e problemas cardíacos.

Seu uso no universo salgado é amplo no México antes mesmo da conquista espanhola. Sendo o  guacamole um exemplo dessa cultura que atravessou as fronteiras .

Acima vocês podem ver minha versão de um ceviche, uma especialidade andina  (recomendo para dias de calor).  O camarão é marinado na acidez de limão ou lima e depois mesclado com tomate, cebola coentro ou salsinha, aqui o abacate suaviza a alta nota cítrica da marinada e o azeite de oliva coroa esse prato que merece ser provado sem reservas.

Anúncios
 

2 Responses to “Abacate sem leite e açúcar”

  1. Enio Pinto Says:

    Cara, teu blog dá fome:)
    Eu acho que isto do abacate com açúcar faz parte do paladar médio brasileiro, um pouco infantil ainda. Falta descobrir a riqueza dos sabores na língua,.as pessoas têm medo de amargos e ácidos, e se confortam nos doces. Talvez herança da doçaria portuguesa? Não se encontram chocolates mais amargos que 40% nos supermercados comuns e os doces em festas são geralmente intragáveis de tão doce. Mas isto deve ir mudando com o maior acesso do brasileiro médio à diversidade dos produtos e hábitos globais. Este quem sabe pode ser o lado bom da globalização. Enfim..
    Parabéns pelo blog!
    abs… Enio

    • pluralgastronomia Says:

      Valeu Enio,
      Concordo com vc, do início ao fim. Principalmente ao comentário da nossa herança portuguesa, temos sabores cítricos fabulosos em nosso país que lá fora valem ouro, açaí, cupuaçu, bacuri, buriti, cubiu, até coisas que não são nativas como o ruibarbo são cultivadas aqui. Só falta vir um Pâtissier francês fazer a festa, cobrar o olho da cara para algumas pessoas diversificarem outras com certeza vão continuar comendo açúcar puro com colher de sopa.
      um abraço Washington


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s